terça-feira, 22 de novembro de 2016

Brasil segue discutindo a priorização da tuberculose no âmbito dos BRICS

A tuberculose é uma prioridade de saúde pública para os países dos BRICS – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Cerca de 50% da carga mundial de TB está concentrada nesses cinco países. O bloco, que discute temas comuns em saúde desde 2011, tem buscado priorizar os esforços conjuntos contra a doença desde 2014, quando os Ministros da Saúde dos países se comprometeram em unir esforços para o enfrentamento da tuberculose.

Foi nesse contexto que, nos dias 15 e 16 de novembro, foi realizado em Ahmedabad, Índia, o Workshop de TB&HIV dos BRICS. O encontro teve como base a estratégia “Fim da TB”, endossada pela OMS desde 2014 e as metas “90-90-90” para a tuberculose, propostas pelo Stop TB Partnership, e do HIV/aids, propostas pela UNAIDS. Na ocasião foram discutidos aspectos relevantes sobre as duas doenças, como a situação epidemiológica, diagnóstico e tratamento, resistência aos medicamentos e políticas em relação aos determinantes sociais das doenças. Além de representantes técnicos dos Ministérios da Saúde dos BRICS, participaram do encontro representantes do Stop TB Partnership, da OMS e da academia.

Cada país tem desenvolvido ações estruturais e programáticas que foram compartilhadas com o grupo, e, mesmo havendo um contexto epidemiológico e social complexo em relação a ambas as doenças em cada país, há uma base comum de causas epidemiológicas, sociais e econômicas que permitem discutir o atual aumento no número de casos de HIV e de tuberculose. Ficou evidenciada, entre outros pontos, a necessidade urgente da ampliação de recursos destinados à pesquisas de novos métodos diagnósticos e de tratamento, bem como a necessidade de prover apoio aos pacientes através do fornecimento da medicação necessária ao tratamento pelo Estado, além de incentivos sociais àqueles pacientes que enfrentam alguma vulnerabilidade.

Por fim, os países acordaram uma breve declaração com recomendações específicas discutidas no encontro, que será divulgada em breve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário