segunda-feira, 22 de abril de 2013

Sessão Especial na Câmara Municipal de Belém discute TB/HIV


Do Comitê TB Pará

Na ultima sexta feira, 19, foi realizada na Câmara Municipal de Belém - Plenário Lameira Bittencourt - sessão especial requerida pela vereadora Marinor Brito – PSOL, para discutir as questões do enfrentamento das Dst/Aids e Tuberculose no Município de Belém. 

Durante a Sessão foi apresentada a situação da saúde no município e pedido à Prefeitura que apresente soluções rápidas para a falta de leitos, capacitações de profissionais, mapa epidemiológico do município, campanhas educativas e apoio ao projeto da vereadora Marinor Brito que assegura o direito ao transportes para as pessoas vivendo com HIV/AIDS e/ou coinfecção TB/HIV fazerem seus tratamentos.

O evento contou com a presença de representantes das seguintes entidades: Fórum Estadual de luta Prevenção e Combate a AIDS, Comitê TB/PA, pesquisadores da UFPA, Grupajus, Paravidda, Rede de Jovens Vivendo com HIV/AIDS , Grupo de Mulheres vivendo e convivendo com o HIV/AIDS, Movimento Homossexual do Estado do Pará (MHP), coordenadora do Movimento LGBT de São Caetano de Odivelas, GAPA/PA e Arte pela Vidda, dentre outros. 

Representando os serviços do Município de Belém estiveram a diretora do Departamento de Vigilância à Saúde/SESMA, Dra. Orliuda Bezerra, a representante da Coordenação Municipal de DST/Aids, Francisca Carvalho, a Procuradora Suely Bezerra, Eunice Guedes pelo Conselho Estadual de Saúde e a professora e pesquisadora Ana Cleide, da Universidade Federal do Pará (UFPA).

O Vereador Paulo Queiroz – Presidente da Câmara, fez a abertura dos trabalhos, passando em seguida à Vereadora Marinor Brito. Coube ao representante do FORUM/ONGS/AIDS e do ComiteTB/PA, Cledson Fonseca, falar em nome do movimento social, sobre a falta de políticas públicas no município de Belém que atenda à contento às questões da saúde, tendo em vista o sucateamento da rede nos oito anos da gestão passada. 

Cledson destacou a gravidade da questão da tuberculose, visto a alta incidência no município de Belém, em especial pelo fato de haver muitas pessoas com HIV acometidas por tuberculose sendo levadas a óbito devido ao diagnóstico tardio, ou ainda se tornando paciente multirresistente em virtude do abandono do tratamento.

Ao final da sessão foram estabelecidas as seguintes metas:  

1) Instalação de mais leitos nos hospitais municipais, pois de acordo com Maninor, o município possui apenas 40 leitos. 

2) Criar um mapa epidemiológico para ter um controle maior destas doenças na cidade. 

3) Estabelecer uma parceria entre a Prefeitura de Belém e o Governo do Estado para fazer uma campanha de prevenção em todo o município. 

4) Formalização da frente parlamentar aids e coinfecção TB/HIV


Nenhum comentário:

Postar um comentário