segunda-feira, 15 de setembro de 2014

SVS divulga nota sobre a falta de PPD no mundo

Por: Mirella Melo e Tathiana Teles

Diante da dificuldade do Ministério da Saúde em adquirir o Derivado Protéico Purificado – PPD RT23 2UT/0,1mL frasco ampola de 1,5mL, sem previsão para o reabastecimento da rede, foi emitida no dia 10 de setembro uma nota informativa nº 8, de 2014, pela CGPNCT/DEVEP/SVS/MS, com o objetivo de fazer recomendações para o controle de contatos e tratamento da infecção latente da tuberculose na indisponibilidade transitória do Derivado Protéico Purificado – PPD. É importante esclarecer que, apesar deste ser um insumo utilizado para o diagnóstico de Infecção Latente da Tuberculose – ILTB, como previsto no Manual de Recomendações para o Controle da Tuberculose no Brasil, o tratamento deste tipo de infecção não é urgente e pode ser adiado a depender da avaliação de cada caso. Na indisponibilidade do PPD, a Coordenação Geral do Programa Nacional de Controle da Tuberculose faz algumas recomendações para que os serviços de saúde possam dar continuidade às ações de controle de contatos e tratamento da ILTB, sem mais prejuízos a atenção à saúde dos portadores de tuberculose (vide Nota Informativa Nº 08, 2014).


Para ler a nota na íntegra clique aqui  

Nenhum comentário:

Postar um comentário