quarta-feira, 28 de novembro de 2012

DOTS Comunitário - Agentes de prevenção à tuberculose


Por Carlos Basília (Via Facebook)

A convite do Instituto Vila Rosário, os ativistas de luta contra a tuberculose realizaram uma visita à sede do Instituto para conhecer o trabalho das agentes de prevenção à tuberculose.

Vila Rosário é o nome de uma pequena localidade no município de Duque de Caxias (talvez um bairro) situada à esquerda e à frente da confluência do Rio Sarapuí com a Avenida Presidente Kennedy (antiga estrada Rio-Petrópolis), considerado o sentido Rio-Petrópolis. A atuação do Instituto Vila Rosário, no entanto se faz sentir em uma área maior do que essa localidade, a ‘grande’ Vila Rosário, que engloba cerca de 30 localidades.

As localidade englobadas na Grande Vila Rosário são as seguintes (em ordem alfabética): Boa Esperança, das Graças, do Divino, Garibaldi, Jardim Glória, Nossa Senhora das Graças, Palácio Alvorada, Panorama, Pantanal, Pantanal/Vila ABC, Pantanal/Vila São José, Parque Alvorada, Parque do Carmo, Parque Comercial, Parque da Conquista, Parque Esperança, Parque Fluminense, Parque Fluminense/Glória, Parque Fluminense/Morro da Glória, Parque Fluminense/Muísa, Parque Fluminense/Panorama, Parque Fluminense/Paraíso, Parque Muísa, Parque Boa Esperança, Parque Suécia, Parque Vitória, São Bento, Vila Alzira, Vila Esperança, Vila Nova, Vila Rosário e Wona.

A ‘grande’ Vila Rosário está limitada pelos rios Iguaçu e Sarapui, Avenida Presidente Keneddy e o limite com o município de Belford Roxo. A região de atuação do Instituto compreende 339 ruas, com 42 mil habitantes. 

O trabalho do Instituto na área é coberta por 7 agentes comunitárias que, de casa em casa, fazem a busca ativa de casos de tuberculose. ‘Sintomáticos Respiratórios’ são encaminhado aos Posto de Saúde do Parque Fluminense para exame e os doentes de tuberculose são acompanhados pelas agentes até a alta, com cura.


Na foto: Dr.Claudio Costa Neto; Carlos Basilia; Dr.Germano Gerhardt Filho; Roberto Pereira e Dr.Alexandre Milagres junto com a coordenação e as agentes de saúde.

Para saber mais, veja o vídeo:



Nenhum comentário:

Postar um comentário