quarta-feira, 30 de maio de 2012

V ENCONTRO NACIONAL DE TUBERCULOSE


A abertura do V Encontro Nacional de Tuberculose & II Fórum da Parceria Brasileira Contra a Tuberculose foi realizada nesta quarta-feira (30), em Brasília, no Centro de Convenções Brasil XXI e contou com  a presença do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, do secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, do deputado federal e presidente da Frente Parlamentar de luta contra a tuberculose, Antônio Brito, o vice presidente da Rede TB, Antônio Ruffino, do coordenador da Comissão de Tuberculose – SBPT, Marcelo Fouad Rabahi e Nadja Faraone, da Parceria Brasileira Contra a Tuberculose.

Durante o discurso de abertura, o secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa homenageou o Dr. Fernando Fiúza, médico e pesquisador de inestimável relevância na história da luta contra a tuberculose, que faleceu no final do ano passado. Jarbas relatou os objetivos alcançados nos últimos anos e destacou a implementação de estratégias e articulação intersetoriais com o objetivo de ampliar as ações do Programa Nacional de Controle da Tuberculose. “Além de aumentar os recursos, implantamos estratégias mais integradas com programas como Saúde da Família e disponibilizamos a dose fixa de medicamentos, facilitando a adesão ao tratamento. Também incluímos a tuberculose no Plano Brasil sem Miséria, um dos principais programas desse governo”, relatou.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha destacou que além de continuar perseguindo a queda da incidência e da mortalidade e ampliar a adesão ao tratamento, é preciso aproveitar o potencial do sistema nacional público de saúde e dos profissionais que estão nas redes de instituições em todo o país para a consolidação de um pólo permanente de inovação e incorporação de novas tecnologias e de produção de medicamentos. "É preciso ter um campo forte de pesquisa clínica para pesquisar e adaptar aqui essas novas tecnologias e medicamentos no combate à tuberculose”.

Organizado pela Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), em parceria com Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia/SBPT, Rede de Pesquisadores em Tuberculose/REDE-TB e a Parceria Brasileira Contra a TB (STOP-TB Brasil), o encontro reunirá, durante três dias, gestores, profissionais de saúde, pesquisadores, organizações não governamentais e ativistas dos movimentos de AIDS e tuberculose para discutir diversos aspectos referentes a doença por meio de debates, conferências e mesas redondas. Também serão apresentados trabalhos científicos e experiências bem sucedidas na rede de serviços da comunidade científica e sociedade civil.



Nenhum comentário:

Postar um comentário