segunda-feira, 18 de junho de 2012

Nesta terça será inaugurado Centro de Diagnóstico e Tratamento de Tuberculose no COTEL



Nesta terça feira, 19 de junho, será inaugurado Centro de Diagnóstico e Tratamento de Tuberculose no COTEL - Centro de Observação e Triagem Prof. Everardo Luna (Abreu e Lima) – porta de entrada do sistema penitenciário na região metropolitana de Recife. 

Participam da solenidade o secretário estadual de Saúde, Antonio Carlos Figueira,  o secretário estadual de Defesa Social, Wilson Damázio, e o coordenador adjunto do Programa Nacional de Controle da Tuberculose (PNCT), Fabio Moherdaui.

A população privada de liberdade representa apenas 0,2% da população do país, no entanto contribui com 6,8% dos casos de TB notificados. Atualmente Pernambuco é o 5º estado em incidência – aproximadamente 1500 casos por 100.000 habitantes entre a população privada de liberdade (PPL).

Segundo Fabio Moherdaui a implantação de Centros de Diagnóstico e Tratamento de Tuberculose (CDT - TB) nas unidades prisionais permitirá a identificação precoce dos casos e tratamento oportuno, reduzindo a transmissão da doença. Além disso, destacou a importância da articulação entre os programas de tuberculose e vigilância epidemiológica para manutenção, apoio técnico e acompanhamento das ações realizadas dentro e fora das unidades.

Em consonância com a Lei de Execuções Criminais e a Resolução nº11/2006 do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, o CDT sistematizará o exame admissional dos novos presos que ingressam diariamente no sistema  e o diagnóstico de casos encaminhados por outras unidades de pacientes identificados durante o encarceramento. Ao todo, serão beneficiados 25 mil presos de todo o estado.

O CDT conta com estrutura de consultórios médico e de enfermagem, sala para coleta de baciloscopia, sala para coleta de sangue e realização de TR para HIV, infraestrutura para realização de RX tórax (sala de exames, sala para processamento dos filmes e laudo) e laboratório para realização de baciloscopia.

O atendimento será realizado por uma equipe multidisciplinar composta por médico clínico, radiologista, enfermeiro, técnico de enfermagem, técnico de Raio X, técnico de laboratório, bioquímico e psicólogo. 

O projeto do CDT teve inicio em 2010 e  foi executado pelo Fundo Global junto à Secretaria de Justiça de Pernambuco e apoio técnico da Secretaria Estadual de Saúde (PCT), do Ministério da Justiça e da Área Técnica de Saúde do Ministério da Saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário