quarta-feira, 27 de junho de 2012


I Seminário Nacional de Mobilização Social para controle da tuberculose entre os povos indígenas



Realizado em Brasília em 14 e 15 de Junho, o I Seminário Nacional de Mobilização Social para o controle da tuberculose entre os povos indígenas no Brasil contou com a participação dos presidentes dos Conselhos Distritais de Saúde Indígena (CONDISI) dos 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI) do país.

O seminário foi uma realização do Programa Nacional de Controle da Tuberculose do Ministério da Saúde (PNCT/MS) em parceria com a Fundação Nacional do Índio (FUNAI) e a Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI).

Em 2010 a taxa de incidência de tuberculose entre os povos indígenas foi de 95,5 por 100.000 habitantes. Um número três vezes maior se comparado à população geral. Com o objetivo de fortalecer as ações de controle da tuberculose entre os povos indígenas foram priorizados 67 municípios, em todo o território nacional, que são responsáveis por 80% dos casos novos de tuberculose notificados entre os povos indígenas residentes em áreas rurais.

No seminário foram apresentados quadros gerais sobre a tuberculose - prevenção, transmissão e tratamento - os indicadores nacionais entre povos indígenas residentes em áreas rurais e urbanas, a metodologia da definição dos municípios prioritários, a inserção do programa de controle da tuberculose no plano Brasil Sem Miséria, entre outros.

Os presidentes dos CONDISI relataram suas experiências e o real contexto de suas regiões contribuindo para a construção coletiva de ações em mobilização social no controle da tuberculose. Eles ressaltaram também que as ações de saúde devem considerar as particularidades específicas da saúde indígena, especialmente no que diz respeito à atenção e à acessibilidade. Além da necessidade de se ampliar o diálogo dos DSEI junto aos programas municipais e estaduais de controle da tuberculose.

O PNCT vem construindo agenda de atividades relacionadas ao controle da tuberculose entre povos indígenas, que se iniciou com a participação dos responsáveis técnicos dos 34 DSEI no V Encontro Nacional de Tuberculose, seguido da Oficina de Fortalecimento da Vigilância Epidemiológica e Laboratorial da Tuberculose nos Povos Indígenas da Região Norte e deste I Seminário Nacional de Mobilização Social para o controle da tuberculose entre os Povos Indígenas no Brasil.

A próxima atividade, que está prevista para o mês de julho, é uma Capacitação em Manejo Clínico e Tratamento Diretamente Observado (TDO) para os profissionais de saúde indígena dos 34 DSEI do país. Maiores informações em breve.

Para acessar as apresentações realizadas durante o seminário acesse Pasta 1 e Pasta 2.

Fotos em breve!!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário