quinta-feira, 19 de julho de 2012

Comitê Metropolitano do Maranhão circulando a informação


Com o objetivo de divulgar ações de prevenção, diagnóstico e tratamento para o controle da tuberculose, o Comitê Metropolitano do Maranhão lançou um boletim informativo. A 1ª edição traz panorama geral da Tuberculose no estado, os desafios e avanços, as diversas ações realizadas pelo comitê como exposições, seminários e oficinas, voltadas para a comunicação, a mobilização da comunidade, o controle da tuberculose no sistema prisional, entre outros.

O boletim está sendo divulgado por meio eletrônico e uma versão impressa circulará em todas as instâncias  e parceiros estaduais e municipais. A distribuição também acontecerá nos eventos realizados no município como o Programa Cidadania para todos, Saúde nas Feiras, igrejas, escolas, universidades e em todos os eventos de mobilização social.

Segundo Cláudia Ribeiro, a ideia surgiu nas reuniões mensais do comitê, lembrando que a política da secretaria de saúde prevê a construção de boletins informativos. Ela destacou que o trabalho foi desenvolvido por todos os membros do comitê que também participaram da oficina de comunicação realizada pelo projeto Fundo Global Tuberculose-Brasil, no final do mês de abril. 

Para as próximas edições, estão previstas unidades especiais com foco no sistema prisional e na rede de assistência à pessoa com tuberculose.

Nada mais justo que parabenizar esta bela iniciativa NESTE BLOG, que foi desenvolvido pelos Comitês Metropolitanos e também é fruto da Oficina de Comunicação realizada pelo projeto Fundo Global. 

Clique aqui para ler o boletim.

Falta de Informação ainda é o maior desafio!

Uma pesquisa quantitativa de opinião pública realizada, em 2010, pelo Núcleo de Pesquisas da Universidade Federal Fluminense (DataUFF) demonstrou que 51% da população afirmava ter conhecimento sobre os diferentes aspectos da tuberculose. Apesar disso e de ser uma doença antiga, considerada emergência global pela Organização Mundial de Saúde (OMS) desde 1993, a falta de informação é ainda um dos principais desafios enfrentados para o seu controle. Hoje, o Brasil consta na lista dos vinte países que juntos são responsáveis por mais de 80% dos casos de tuberculose no mundo. 

O estudo inédito foi encomendado e coordenado pelo Projeto Fundo Global TB – Brasil (FGTB), administrado pela Fiotec/Fiocruz, para contribuir com o avanço das políticas públicas de saúde voltadas para o controle da tuberculose.

A coleta de dados foi realizada entre os dias 18 de janeiro e 11 de fevereiro de 2010, com 3.369 brasileiros maiores de 16 anos residentes em 53 municípios brasileiros, de pequeno, médio e grande porte, incluindo as 26 capitais e o Distrito Federal. O trabalho envolveu cerca de 150 profissionais coordenados pelo DataUFF em todo o território nacional.



Nenhum comentário:

Postar um comentário